Bibliografia

ANDRADE, Maria Margarida de. Lexicologia, terminologia: definições, finalidades, conceitos operacionais. In: OLIVEIRA, Ana Maria P. P. de; ISQUERDO, Aparecida N. (Org.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia. Campo Grande: UFMS, 1998, v. 1, p. 189-198.

ARAGÃO, Maria do Socorro S. de. A linguagem regional – popular no nordeste do Brasil: aspectos léxicos. 2004.

ARAGÃO, Maria do Socorro S. de. A linguagem regional/popular na obra de José Lins do Rego. João Pessoa: FUNESC, 1990.

BALDINGER, Kurt. Semasiologia e onomasiologia. Alfa: Revista de Linguística, São Paulo: UNESP, n. 9, p. 7-36, 1966.

BARBOSA, Maria Aparecida. O Grupo de Trabalho de Lexicologia, Lexicografia e Terminologia da Anpoll: Formação e Desenvolvimento. Revista da ANPOLL, João Pessoa, v. 1, p. 53-60, 1995.

BARBOSA, Maria Aparecida. Lexicologia, lexicografia, terminologia, terminografia, identidade científica, objeto, métodos, campos de atuação. In: SIMPÓSIO LATINO AMERICANO DE TERMINOLOGIA, 2, 1990. Anais... Brasília, 1990.

BARBOSA, Maria Aparecida. Modelos em lexicologia. Língua e Literatura, São Paulo, n. 9, p. 261-279, 1980.

BARREIROS, Liliane L. S. Bahia Humorística: causos sertanejos de Eulálio Motta. Feira de Santana-BA: UEFS Editora, 2016.

BARREIROS, Liliane L. S. Vocabulário de Eulálio Motta. 360f. Tese (Doutorado – Programa de Pós-Graduação em Língua e Cultura) – Universidade Federal da Bahia, Instituto de Letras, Salvador, 2017.

BARREIROS, Patrício N. O pasquineiro da roça: edição dos panfletos de Eulálio Motta. 325f. Tese (doutorado em Letras e Linguística) – Instituto de Letras, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2013.

BARREIROS, Patrício N. Sonetos de Eulálio Motta. Feira de Santana-BA: UEFS Editora, 2012.

BERBER SARDINHA, T. Linguística de Corpus. Barueri, SP: Manole, 2004.

BIDERMAN, Maria Tereza C. Dicionários do português: da tradição a contemporaneidade. Alfa: Revista de Linguística. São Paulo: UNESP, n. 47, p. 53-69, 2003.

BIDERMAN, Maria Tereza C. Teoria lingüística: teoria lexical e lingüística computacional. 2 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

BIDERMAN, Maria Tereza C. As ciências do léxico. In: OLIVEIRA, Ana Maria P. P. de; ISQUERDO, Aparecida N. (Org.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia. Campo Grande: UFMS, 1998, v. 1, p. 11-20.

BIDERMAN, Maria Tereza C. A ciência da Lexicografia. Alfa: Revista de Linguística. São Paulo: UNESP, n. 28 (supl.), p. 1-26, 1984.

BIDERMAN, Maria Tereza C. A estrutura mental do léxico. In: BORBA, Francisco da Silva. (Org.). Estudos de Filologia e Linguística: em homenagem a Isaac Nicolau Salum. São Paulo: T.A Queiroz/Edusp, v. 02, 1981, p. 131-145.

BIDERMAN, Maria Tereza C. Teoria lingüística: lingüística quantitativa e computacional. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1978.

BIDERMAN, M. T. C. Análise Computacional de Fernando Pessoa (Ensaio de Estatística Léxica). Tese (Doutorado em Filologia e Língua Portuguesa). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP, São Paulo, 1969.

BORBA, Francisco da Silva. Organização de dicionários: uma introdução à lexicografia. São Paulo: UNESP, 2003.

BOULANGER, Jean-Claude. Convergências e divergências entre a lexicografia e a terminologia. In: LIMA, M. S.; RAMOS, P. C. (Org.). Terminologia e ensino de segunda língua: Canadá e Brasil. Porto Alegre: UFRGS, 2001, p. 7-28.

BRASIL, Marta Maria da S. O vocabulário de Godofredo Filho. 208 f. Tese (Doutorado em Letras) − Instituto de Letras, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2011.

CABRÉ, Maria Teresa. Norma y normas en Terminología: concepto, tipologia y justificación. In: ISQUERDO, Aparecida Negri; FINATTO, Maria José B. (Org.). As ciências do léxico: Lexicologia, Lexicografia e Terminologia. Campo Grande: Editora UFMS, 2010, v. 4, p. 365-396.

CABRÉ, Maria Teresa. La terminología: teoría, metodología, aplicaciones. Barcelona: Antártida/Empúries, 1993.

CARVALHO, Rosa Borges dos Santos. Poemas do Mar de Arthur de Salles: edição crítico-genética e estudo. 809 f. + 56 il. 2v. Tese (Doutorado em Letras) − Instituto de Letras, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2001.

CASARES, Julio. Introduccion a la lexicografia moderna. 3 ed. Madrid: Consejo Superior de Investigaciones Científicas, 1992 [1950].

CUNHA, Antônio Geraldo da. Dicionário etimológico da Língua Portuguesa. São Paulo: Nova Fronteira, 1982.

DUARTE, Rosinês de Jesus. Estilhaços do sujeito Arthur de Salles: o vocabulário como materialização do discurso. 267 f. Tese (Doutorado em Letras) − Instituto de Letras, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2011.

DUARTE, Rosinês de Jesus. No mar neológico de Arthur de Salles navegam os regionalismos do Recôncavo Baiano.120 f. Dissertação (Mestrado em Letras) − Instituto de Letras, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2007.

FIGUEIREDO, Cândido. Novo dicionário da língua portuguesa. 4. ed. Lisboa: Arthur Brandão, 1926.

HAENSCH, Günther. Tipología de las obras lexicográficas. In: HAENSCH, G. et al. La lexicografia: de la linguística teórica a la lexicografia práctica. Madrid: Gredos, 1982, p. 95-187.

KRIEGER, Maria da Graça. Lexicologia e Lexicografia diacrônicas: qual o papel desse tipo de pesquisa. In: ISQUERDO, Aparecida Negri; BARROS, Lídia Almeida. (Org.). As ciências do léxico: Lexicologia, Lexicografia e Terminologia. Campo Grande: Editora UFMS, 2010, v. 5, p. 135-152.

MARTINS, Nilce Sant’Anna. O léxico de João Guimarães Rosa. 3. ed. rev. São Paulo: EDUSP, 2008 [2001].

NASCENTES, Antenor. Tesouro da Fraseologia Brasileira. 3 ed. rev. por Olavo Anibal Nascentes. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986.

OLIVEIRA, Ana Maria P. P. de; ISQUERDO, Aparecida N. Apresentação. In: OLIVEIRA, Ana Maria P. P. de; ISQUERDO, Aparecida N. (Org.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia. Campo Grande: UFMS, 1998, v. 1, p. 7-9.

OTHERO, Gabriel de A.; MENUZZI, Sérgio de M. Linguística computacional: teoria e prática. São Paulo: Parábola, 2005.

PORTO DAPENA, José-Álvaro. Manual de técnica lexicográfica. Madrid: Arco Libros, 2002.

QUEIROZ, Silvana R. de S. O vocabulário alencariano de O Sertanejo: uma análise léxico-semântica. 357f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Programa de Pós-Graduação em Linguística, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2006.

REY-DEBOVE, Josette. Léxico e dicionário. Tradução de Clóvis Barleta de Morais. Alfa: Revista de Linguística, São Paulo, n. 28 (supl.), p. 45-69, 1984.

SILVA, Antônio de Moraes. Dicionário da língua portuguesa. Fac-símile da 2. ed. Rio de Janeiro: Litho-Typographia Fluminense, 1922 [1813].

TELLES, Célia Marques. Léxico e edição semidiplomática. In: SELLA, Aparecida Feola; CORBARI, Clarice Cristina; BIDARRA, Jorge (org.). Pesquisas sobre léxico: reflexões teóricas e aplicação. Campinas (SP); Cascavel (PR): Pontes; EDUNIOESTE, 2012, p. 137-158.

TELLES, Célia Marques. O vocabulário regional de Arthur de Salles. In: CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE LUSITANISTAS, 8, 2005. Anais... Santiago de Compostela: Univ. Santiago de Compostela, 2005, v. 1, p. 51-52.

VILELA, Mário. Ensino da língua portuguesa: léxico, dicionário, gramática. Coimbra: Almedina, 1995.

VILELA, Mário. Definição nos dicionários de português, estrutura de explicação. Porto: Asa, 1983.

VILLALVA, Alina; SILVESTRE, João Paulo. Introdução ao estudo do léxico: descrição e análise do Português. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

WERNER, Reinhold. Léxico y teoría general del lenguaje. In: HAENSCH, G. et al. La lexicografía: de la lingüística teórica a la lexicografía práctica. Madrid: Gredos, 1982, p. 21-94.

 

Anúncios