Edição das obras inéditas de Eulálio de Miranda Motta (Etapa IV)

Resumo: O escritor baiano Eulálio de Miranda Motta (1907-1988) organizou diversas obras de sua autoria que ainda se encontram inéditas e preservadas em seu acervo pessoal. O presente projeto de pesquisa visa editar e publicar nove obras inéditas do escritor, a partir das fontes preservadas em seu acervo. Após estudo sistemático dos documentos, foram identificados nove esboços de livros inéditos preservados nos cadernos, cadernetas, folhas avulsas, datiloscritos e outros documentos do acervo do escritor (BARREIROS, 2012; 2013). A edição dos textos será subsidiada pelo método da Crítica Textual e seus desdobramentos contemporâneos (BARREIROS, P., 2013, SANTOS et al., 2012; LUCÍA MEGÍAS, 2012; LOSE, 2010; TELLES, 2006; CAMBRAIA, 2005; MCKENZIE, 2005; BLECUA, et al, 1999, MCGANN, 1998; FINNERAN, 1996). Pretende-se elaborar duas edições das obras: uma impressa e uma digital a ser publicada na Web (hiperedição), a partir do modelo adotado por Barreiros P. (2013). O projeto Edição das obras inéditas de Eulálio Motta foi criado em 2008 (Resolução CONSEPE 128/2008) e se estrutura em quatro etapas. Para a 4ª etapa (09/2015-08/2017) está previsto a continuidade das edições dos documentos do acervo, a edição crítica dos livros inéditos Luzes do crepúsculo, 3º edição de Canções do meu caminho, Flores e espinhos, Lágrimas, Meu caderno de trovas e uma Coletânea dos textos publicados em jornais, a construção do Portal Web para publicar as edições digitais e a estruturação do sistema de banco de dados dos documentos digitalizados. As edições serão acompanhadas de estudos acerca dos códigos linguísticos, bibliográficos e contextuais e de estudos lexicais.

Anúncios