Marcadores Culturais Traduzidos (Português-Espanhol)

Resumo:  O projeto visa o estudo dos Marcadores Culturais em obras literárias brasileiras traduzidas para a Língua Espanhola. O corpus inicial da pesquisa constitui-se das seguintes obras: Os Sertões, de Euclides da Cunha; Vidas Secas, São Bernardo e Angústia, de Graciliano Ramos; Casa Grande e Senzala, de Gilberto Freire; Gabriela Cravo e Canela, Dona Flore e seus dois maridos, Capitães da areia, Cacau e Suor, de Jorge Amado; Grande Sertão Veredas, de João Guimarães Rosa; Nhô Guimarães, de Aleilton Fonseca e Macunaíma, de Mário de Andrade. A pesquisa tem os seguintes objetivos: a) mapear a tradução das obras que compõem o corpus da pesquisa; b) preparar o corpus para tratamento computacional e estudo linguístico; c) elaboração de um corpus paralelo, a partir das obras estudadas; d) observar como a cultura brasileira foi traduzida para a língua espanhola, no âmbito dos Marcadores Culturais; e) analisar o tratamento dado aos Marcadores Culturais em diferentes obras; f) inventariar os Marcadores Culturais presentes nas obras literárias que compõem o corpus, organizando glossários; g) criar um sistema eletrônico de banco de dados de consulta ao vocabulário inventariado com diversos mecanismos de buscas e apresentações dos resultados; h) elaborar um dicionário eletrônico bilíngue. O projeto tem um caráter interdisciplinar envolvendo os estudos da tradução, da linguística de corpus, dos estudos do léxico e da literatura. Parte-se do estudo lexicológico das obras, identificando o vocabulário culturalmente marcado e o tratamento dado a essas lexias pelos tradutores, para em seguida alimentar um banco de dados que tem a finalidade de gerar um dicionário online bilíngue, contribuindo para os estudos lexicográficos e tradutológicos.

 

Anúncios