GT: Estudos lexicais

O grupo dedica-se à pesquisa no âmbito da lexicologia e da lexicografia, com ênfase no desenvolvimento de mecanismos de estruturação de vocabulários e glossários eletrônicos online e de ferramentas para visualização e busca automática de informações lexicográficas (léxico anotado), em edições digitais. Para o estudo do léxico, o grupo utiliza ferramentas computacionais WordSmit tools, AntConcFieldWorks Language Explorer e o corpus de estudo majoritário para a construção de obras lexicográficas é a documentação do acervo do escritor Eulálio Motta. A outra linha de investigação a que se dedica o grupo é o estudo dos Marcadores Culturais em obras literárias brasileiras traduzidas para a língua espanhola. Os resultados da pesquisa com os Marcadores Culturais alimentam um banco de dados para a construção de um dicionário online bilíngue. O grupo se dedica ainda ao Estudo bilíngue da toponímia de Feria de Santana-BA: Português-Libras. O grupo de trabalho Lexicologia e Linguística de corpus mantém uma parceria com o Núcleo de Estudos do Léxicais (NEL), da Universidade do Estado da Bahia.

Coordenadores:
Prof. Dr. Patrício Nunes Barreiros
Profa. Dra. Liliane Lemos Santana Barreiros
Profa. Me. Iranildes Almeida de Oliveira Lima

Pesquisadores
Profa. Dra. Celina Márcia de Souza Abbade

Estudantes de Mestrado:
Geovanio Silva do Nascimento

Estudantes de Graduação

João Marcel Andrade Santana
Elaine Cristina dos Santos Costa
Aline de Freitas Santos 
Aislan dos Santos Aquino
Dayane de Cássia Ferreira da Cruz Silva

PROJETOS

Estudo de Marcadores Culturais em obras literárias brasileiras traduzidas para a Língua Espanhola: banco de dados e construção de um dicionário online bilíngue

O projeto visa o estudos Marcadores Culturais em obras literárias brasileiras traduzidas para a Língua Espanhola. O corpus inicial da pesquisa constitui-se das seguintes obras: Os Sertões, de Euclides da Cunha; Vidas Secas, São Bernardo e Angústia, de Graciliano Ramos; Casa Grande e Senzala, de Gilberto Freire; Gabriela Cravo e Canela, Dona Flore e seus dois maridos, Capitães da areia, Cacau e Suor, de Jorge Amado; Grande Sertão Veredas, de João Guimarães Rosa; Macunaíma, de Mário de Andrade. A pesquisa tem os seguintes objetivos: a) mapear a tradução das obras que compõem o corpus da pesquisa; b) preparar o corpus para tratamento computacional; c) observar com a cultura brasileira foi traduzida para a língua espanhola, no âmbito dos Marcadores Culturais; d) analisar o tratamento dado aos Marcadores Culturais em diferentes obras; e) inventariar os Marcadores Culturais presente nas obras literárias que compõem o corpus, organizando glossários; f) criar um sistema eletrônico de banco de dados de consulta ao vocabulário inventariado com diversos mecanismos de buscas e apresentações dos resultados; g) elaborar um dicionário eletrônico bilíngue. O projeto tem um caráter interdisciplinar envolvendo os estudos da tradução, das ciências do léxico e da literatura.

Edição e estudo de obras de Eulálio de Miranda Motta (IV Etapa)

O escritor baiano Eulálio de Miranda Motta (1907-1988) organizou diversas obras de sua autoria que ainda se encontram inéditas e preservadas em seu acervo pessoal. O presente projeto de pesquisa visa editar e publicar nove obras inéditas do escritor, a partir das fontes preservadas em seu acervo. Após estudo sistemático dos documentos, foram identificados nove esboços de livros inéditos preservados nos cadernos, cadernetas, folhas avulsas, datiloscritos e outros documentos do acervo do escritor (BARREIROS, 2012; 2013). A edição dos textos será subsidiada pelo método da Crítica Textual e seus desdobramentos contemporâneos (BARREIROS, P., 2013, SANTOS et al., 2012; LUCÍA MEGÍAS, 2012; LOSE, 2010; TELLES, 2006; CAMBRAIA, 2005; MCKENZIE, 2005; BLECUA, et al, 1999, MCGANN, 1998; FINNERAN, 1996). Pretende-se elaborar duas edições das obras: uma impressa e uma digital a ser publicada na Web (hiperedição), a partir do modelo adotado por Barreiros P. (2013). O projeto Edição das obras inéditas de Eulálio Motta foi criado em 2008 (Resolução CONSEPE 128/2008) e se estrutura em quatro etapas. Para a 4ª etapa (09/2015-08/2017) está previsto a continuidade das edições dos documentos do acervo, a edição crítica dos livros inéditos Luzes do crepúsculo, 3º edição de Canções do meu caminho, Flores e espinhos, Lágrimas, Meu caderno de trovas e uma Coletânea dos textos publicados em jornais, a construção do Portal Web para publicar as edições digitais e a estruturação do sistema de banco de dados dos documentos digitalizados. As edições serão acompanhadas de estudos acerca dos códigos linguísticos, bibliográficos e contextuais e de estudos lexicais. A 4ª etapa do projeto foi contemplada com financiamento da FAPESB, no edital 5614/2015, e pelo CNPq, no edital universal número 422310/2016.

Estudos lexicais no acervo de Eulálio Motta

Descrição: O presente projeto visa estudar o léxico utilizado pelo escritor baiano Eulálio de Miranda Motta (1907-1988) em textos literário e não literários, com o objetivo de estabelecer um vocabulário semasiológico do autor, analisar os aspectos da realidade sociocultural sertaneja presentes nos textos e no contexto da escrita e contribuir para o conhecimento de costumes e valores socioculturais do homem sertanejo, expresso no seu uso da língua. O acervo do escritor é composto por 2.416 documentos e encontra-se organizado e disponível para estudo. Atualmente, o projeto de pesquisa Edição das obras inéditas de Eulálio de Miranda Motta (CONSEPE 128/2008; CONSEPE 070/2016; FAPESB; CNPq) vem realizando o trabalho filológico de edição das obras éditas e inéditas do escritor e tem diversas publicações. Os resultados deste projeto servirão de corpus para o projeto Estudos lexicais no acervo de Eulálio Motta, que visa estudar o léxico geral, específico (técnico, político e religioso) e onomástico (antropônimos e topônimos), a partir do uso de ferramentas computacionais que permitirão a análise linguística e a organização de um banco de dados. A pesquisa fundamenta-se pelos princípios teórico-metodológicos da Lexicologia e da Lexicografia moderna (BIDERMAN, 1978; 1984; 1998; 2001; HAENSCH, 1982; WERNER, 1982; VILELA, 1983; 1995; PORTO DAPENA, 2002, entre outros) em diálogo com a Linguística de corpus (BEBER SARDINHA, 2004; OTHERO; MENUZZI, 2005, entre outros). O resultado principal será a construção de um vocabulário online, com a finalidade de viabilizar a compreensão dos textos e propagar as obras do escritor..

Estudo bilíngue da toponímia de Feira de Santana-BA: Português-Libras

Descrição: Feira de Santana é a segunda cidade mais populosa do Estado da Bahia e o principal entroncamento rodoviário do Norte/Nordeste brasileiro. A localização privilegiada favorece o seu crescimento e, hoje, a cidade é considerada um importante polo industrial e comercial do país. O presente projeto de pesquisa objetiva catalogar, classificar, descrever e analisar os nomes dos acidentes geográficos humanos e físicos do município numa perspectiva bilíngue. Buscar-se-á comparar a motivação toponímica em Língua Portuguesa com a criação dos sinais em Libras. Os dados da pesquisa serão coletados nas Folhas Cartográficas do IBGE, na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano de Feira de Santana e na Associação de Surdos de Feira de Santana. A pesquisa proposta fundamenta-se pelos princípios teórico-metodológicos da Lexicologia e da Lexicografia moderna (BIDERMAN, 1978; 1984; 1998; 2001; HAENSCH, 1982; WERNER, 1982; VILELA, 1983; 1995; PORTO DAPENA, 2002) e dos estudos toponímicos (DAUZAT, 1936; DICK, 1980; 1990; 1992; SEABRA, 2004; 2006, SOUZA, 2017, entre outros). A análise dos topônimos evidenciará os aspectos linguísticos e históricos da origem de Feira de Santana, considerando o processo político-cultural que envolve a nomeação de uma localidade, uma vez que, nesse campo, trabalha-se com um léxico que conserva antigos estágios denominativos.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s